Como Ter um Casamento Saudável

Você deve estar pensando: Já tenho muitos anos de casado(a), tudo que tinha para aprender já aprendi. Ou então: Ainda nem casei, porque estaria preocupado(a) com isso?

São afirmações e perguntas que nos fazem refletir sobre nosso passado e futuro. Família é um projeto de Deus, porém nem tudo é perfeito. Existem muitas dificuldades a serem enfrentadas nessa instituição, mas quando o casal dá o verdadeiro valor, vê como pode ser fácil se trilhado pelo caminho certo.

 

“Você nunca conseguirá fazer bem, o que você nunca ou mal aprendeu. Casamento feliz se aprende, não se nasce sabendo.” 

 

Há vários livros e filmes que nos ajudam a manter um casamento saudável. Mas hoje em especial venho falar sobre um livro que é para todos os casais, dos mais novos aos mais velhos, aqueles que ainda vão casar e os que já estão casados e que possuem uma vida bem corrida. Independente de religião, o que importante é o interesse e esforço.

 

“Quando você está chateado ou com raiva, as chances de falar besteira para seu cônjuge se multiplicam. Nessa hora você tem que ser sábio na escolha:
(1) Se conseguir filtrar as emoções, falar com respeito
(2) Se não conseguir, esperar passar para falar depois
Cuidado para não abrir feridas com as palavras.” 

O livro “120 minutos para blindar o casamento” de Renato e Cristiane Cardoso: a cada página traz uma lição para ser refletida e ao final de cada lição, tem uma frase resumo para melhor fixação. E vem fazendo sucesso até para pessoas que não possuem a mesma religião, pessoas que se preocupam em ter um casamento saudável.

120-minutos-para-blindar-o-casamento

As lições são pequenas e podem ser feitas na frequência que o casal achar melhor. No final de cada dia antes de dormir ou após acordar. E realmente demoram cerca de 1 minuto. É um livro de fácil compreensão, prático e bem direto.

 

“Somente se vocês continuarem a namorar depois do casamento conseguirão evitar que a monotonia e o tédio tomem conta.” 

 

Os autores já fazem sucesso com o best-seller “Casamento Blindado“, têm programas na TV Record e vários outros livros. O legal é que quando eles estão ensinando, vão contando suas próprias experiências, fazendo com que os leitores se identifiquem com as mesmas situações e sentimentos. E consigam ver que eles também podem vencer várias situações dentro do casamento. Também deixam bem claro, que é um trabalho contínuo, que deve ser alimentado todos os dias.

capa_casamento_blindado_02_3d_792px

O que você tem feito pelo seu casamento? Deixe nos comentários para que eu também possa aprender com você.

Por Veruska Melo.

Livro do dia: A Parisiense

Olá pessoal,

Quando comecei a pensar no que escrever para essa resenha, fiquei tipo assim: “Vou falar o que? Que esse livro é simplesmente maravilhoso? Que ele é perfeito? Que ele é extraordinário? Que ele tem cheiro e folhas de “revista”, e isso faz ele ser muito mais legal?” Gente, eu realmente amei esse investimento. Quem gosta de moda e comprar esse livro, vai me entender. A capa dele é tipo, “corino”, sabe? Enfim… Vou parar de babação e começar logo o que interessa, tentarei ser objetiva.

Este livro é um guia de estilo de Ines de La Fressange = O ícone da elegância na França.

Ela dá conselhos/dicas de como se vestir à moda das parisienses e sugere um guarda-roupa que, a partir de apenas 7 itens básicos e bons acessórios, garante produções práticas e elegantes (muito minha cara, gente, vocês não estão entendendo o quão feliz estou por ter esse livro rsrsrsrsrsrs). Ainda inclui endereços da Paris secreta fora do circuito turístico oficial entre eles estão restaurantes, cabeleireiros, spas, museus “secretos”, livrarias veneráveis, perfumarias e MUITO mais.

E as frases que me marcaram…

“Você não precisa nascer em Paris para ter o estilo da parisiense.”

“O segredo de um bom estilo é sentir-se bem dentro da roupa.”

a-parisienseImagem do google 🙂 🙂

*update: recentemente fiz um vídeo com o review desse e mais 4 outros livros sobre as mulheres francesas, confiram aqui:

Um beijo,

Vanessa Melo.

Livro do dia: Como ser uma parisiense em qualquer lugar do mundo

Olá pessoal,

Hoje vou falar um pouquinho do que achei sobre o livro “Como ser uma parisiense em qualquer lugar do mundo” escrito por Caroline de Maigret (embaixadora da Chanel e musa da Lancôme), Anne Berest (escritora), Sophie Mas (produtora) e Audrey Diwan (jornalista).

O livro me chamou atenção pelo título e nada mais rsrsrsrs… Todo “MUNDO” sempre quis saber como é/vive uma parisiense. Como curiosa que sou, corri e comprei.

O conteúdo é simplesmente perfeito, muito bem pensado e articulado. Tem crônicas, receitas, dicas, conselhos, decoração e moda (claro). E pra ajudar nossa imaginação tem fotografias em P&B e coloridas, desenhos e tirinhas. Contam como uma parisiense é, quer ser e o que querem parecer. São mulheres que se amam e se odeiam, mas que nunca deixam de cuidar de si, investem em uma boa alimentação, em tratamentos estéticos (nada muito agressivo) e exercícios físicos. Sendo assim têm pele perfeita que não precisa de muita maquiagem (tipo reboco, sabe!?).

Tem vários pontos importantes e bem interessantes, mas escolhi dois:

1 – As Simones. São mulheres marcantes na história das parisienses (isso me atrai).

  • As Simone Veil – O Mantra: “Minha reivindicação enquanto mulher é que minha diferença seja levada em consideração, que eu não seja nunca forçada a me adaptar ao modelo masculino.”
  • As Simone de Beauvoir – O Mantra: “Ela não buscava o prazer do outro. Ela desfrutava de forma egoísta o prazer de dar prazer.”
  • As Simone  Signoret – O Mantra: “O segredo para ser feliz no amor não é ser cega, e sim saber fechar os olhos quando necessário.”

2 – As parisienses tem algumas peças nobres no closet. Mas que não é “chamativa” e que não exibe a marca. Supérfluo absolutamente necessário, a peça nobre é uma atitude, um arma a tiracolo, que faz com que a gente se sinta bem-vestida, invencível. – (Trecho citado na pág. 31)

Adorei lê sobre as parisienses e arrisco a dizer que todas as mulheres tem um pouco da personalidade delas. Umas mais, outras menos. Comprem, presenteie e se divirtam como eu me diverti. FullSizeRender

*update: recentemente fiz um vídeo com o review desse e mais 4 outros livros sobre as mulheres francesas, confiram aqui:

Um beijo,

Vanessa Melo.