Review do Apple Watch

Aqui é o Rodrigo mais uma vez. Em abril fizemos um post sobre o Apple Watch algumas semanas antes do seu lançamento. Até então não sabíamos muito sobre ele. Utilizei um por uma semana no trabalho (estou desenvolvendo uma aplicação no relógio para a cadeia de supermercados orgânicos Whole Foods nos Estados Unidos) e quis trazer aqui algumas impressões sobre o mesmo.

Estou utilizando o modelo Sport de 42mm, que custa $ 399.00. A pulseira é bem confortável. A sincronização com o iPhone é bem simples e rápida. Foi só tirar uma foto da tela do relógio, adicionar uma senha (passcode) e em segundos o relógio já estava pronto para usar.

FullSizeRender

A interface é bem simples e gostei muito do ForceTouch, que detecta a intensidade do toque na tela.  O que deixou bastante a desejar são os aplicativos. Baixei alguns dos mais populares e não vi nada de novo ou diferente do que os aplicativos do iPhone fazem. O app de fitness é uma das exceções e tem algumas funções bem legais, como a contagem de passos e distância percorridos. O relógio sabe quando você está sentado ou em pé e eventualmente te manda avisos de que você está sentado a muito tempo. Uma das coisas que mais gostei foram as notificações. O relógio vibra bem leve e você não precisa tirar o celular do bolso apenas para ver que tipo de notificação você recebeu. Bom pra quem por exemplo está em uma reunião e rapidamente pode filtrar a importância do conteúdo que recebeu. Legal? Sim. Util? Um pouco. Justifica o investimento? Não…

moto360

Moto 360

O design também deixa um pouco a desejar. É muito quadrado. Gosto de relógio com cara de relógio. Explico. Gosto muito do design do Moto 360, que a princípio parece um relógio comum. Porém o Moto 360 perde no quesito funcionalidades. E aí, você compraria um smartwatch? Eu ainda não estou totalmente convencido. Talvez mais um tempinho utilizando ele aqui no trabalho me convençam.

Mulkey

Apple Watch – Vale a pena?

Olá pessoal,

Aqui é o Rodrigo mais uma vez. Eu e Vanessa somos bem ligados aos produtos da Apple e hoje inicia-se o período de pré-vendas do Apple Watch. O relógio só estará disponível mesmo no dia 24 de Abril aqui nos Estados Unidos e no Brasil ainda não há previsão. Naturalmente nos veio a questão de se vale a pena comprar e quais são os benefícios do relógio.

O Apple Watch é oferecido em dois tamanhos de tela: 38mm e 42mm. Há 3 modelos: Sport, Watch e Watch Edition. O modelo mais básico é o Sport e no tamanho 38mm ele está sendo vendido por $ 349,00. No câmbio atual, com o dólar cotado a R$ 3,08 e após todas as taxas, o valor aproximado é de R$ 1.200,00, comprando aqui nos Estados Unidos. O valor de mercado no Brasil será bem mais alto. Levando em consideração a diferença de preços praticada nos iPhones, o custo deverá ser de cerca de 2 mil reais, podendo chegar a 2.500 reais. Isso mesmo. E esse é o modelo mais básico. O Sport de 42mm custará $ 399,00.

Na sua versão Watch, ele custará $ 549,00 (38mm) e $ 599,00 (42mm). É bem próximo do valor do iPhone 6. Já a Watch Edition tem modelos que custam até $ 17.000,00. É o valor aproximado de um Honda Civic 0KM aqui.

Agora que já falei dos valores, vamos falar do que o Apple Watch é capaz de fazer. Ele trabalha integrado com o iPhone, sincronizando os dados por uma combinação de Bluetooth e Wi-fi. Ele será capaz de exibir as suas mensagens, notificações de aplicativos e ligações. Você poderá fazer pagamentos com o Apple Pay, fazer o checkin na sua companhia aérea com o Passbook, ouvir música, monitorar suas atividades físicas e muito mais. Já existem vários aplicativos sendo desenvolvidos para o relógio, incluindo Instagram, Uber, Nike + e muitos outros.

Ah, e ele serve também para ver as horas =P

O relógio precisará ser carregado diariamente, com a duração aproximada de 18 horas de bateria.

E respondendo a pergunta inicial, por enquanto eu e Vanessa achamos que não. Mas e você, o que acha? Pode deixar as sua opinião nos comentários.

Mulkey