Museu de Arte Moderna na Cidade do México

Em um belo domingo a tarde fizemos nossa visita ao Museu de Arte Moderna… {Um pausa: não somos ratos de museus, mas como estamos passando só uma temporada na Cidade do México, queremos visitar todos os lugares que pudermos e o quanto conseguirmos até o final da nossa estadia por aqui.} Não somos amantes de artes e nem tampouco entendemos de arte moderna se não tiver a explicação ao lado da obra rsrsrsrs… Mas somos admiradores e foi isso que nos levou a esse museu que fica dentro do Bosque de Chapultepec (sim, isso mesmo, esse bosque é “grande pra chuchu”)

IMG_6555

MAM+baja17

Assim que você chega no pátio do museu já tem algumas obras expostas e ao redor também. Aos domingos o passe é livre ( 😉 isso é maravilhoso, não é mesmo?!), o prédio tem 2 andares e quatro enormes salas e uma singela lojinha no meio do prédio, embaixo das escadas. Tem um lindo jardim em volta do prédio e um café super aconchegante, junto as plantas. É um ambiente muito lindo e tranquilo, vale muito a pena visitá-lo (mesmo sem entender muito das obras expostas rsrsrs).

Andando pelo jardim e passando pela biblioteca você chega no Castelo de Chapultepec, que vamos falar em uma outra oportunidade. Fica “ligadinho” aqui no blog ainda tem muita coisa legal para compartilhar sobre o México que estamos descobrindo nas nossas explorações singulares.

MAM+baja02 MAM+baja31 MAM+baja33

Visitamos exposições de alguns artistas modernos, dentre eles:

Lee Miller – Fotógrafa surrealista e uma das feministas mais importantes associada a fotografia surrealista do século xx. Trabalhou como modelo em New York, mas aos 27 se mudou para Paris e lá estabeleceu sua profissão de fotógrafa trabalhando para Vogue Paris. Nessa exposição você encontra muitos retratos da segunda guerra mundial, daí você se pergunta: “como ela conseguiu bater essa foto?” É um trabalho interessantíssimo.

2_Self+portrait,+New+York+Studio,+New+York,+USA,+1932 5_US+soldiers+examine+a+rail+truck+loaded+with+dead+prisoners,+Dachau,+Germany,+1945,+76-15

 

Francisco Toledo – Obras em cerâmicas expostas a altas temperaturas, que reúne qualidade de cor e textura. Através de suas obras ele expressa justiça, política, violência e consciência ecológica

IMG_1368 IMG_1370 IMG_1369 IMG_1366 IMG_1367

 

Espero que tenham gostado assim como nós, e se você já visitou também esse museu compartilha conosco sua experiência e qual as exposições que você teve oportunidade de conhecer.

 Captura de Tela 2016-01-19 às 15.51.22

por Vanessa Melo

Como escolher o melhor AirBnb em 7 simples passos

Em todas as nossas viagens temos escolhidos o AirBnb para nos hospedar e nesse post resolvemos te dar uma “mãozinha” para saber como escolher o lugar ideal para ter uma estadia boa e tranquila durante suas aventuras mundo a fora.

YhIXS2y

Para quem ainda não conhece esse sistema de hospedagem se trata de pessoas que alugam seus próprios apartamentos/casas/quartos, por um período de tempo escolhido pelo hóspede, já conhecemos até hosts que saem do seu conforto para dormir na casa de amigos enquanto aluga esse imóvel para outras pessoas.

É uma forma de renda extra para o proprietário, mas também já conhecemos pessoas que são proprietárias de alguns imóveis e colocam para alugar no AirBnb, porque é uma renda extra fácil e rotativa, sempre tem pessoas querendo alugar. Sem falar que é muito mais barato que ficar em hotel e você tem o conforto de como se estivesse na sua casa, é maravilhoso.

55f08d2f-2a50-45ed-9b25-5242ac1f2090

Já nos hospedamos em 4 lugares diferentes de AirBnb (inclusive nesse momento estamos hospedados em um apartamento pelo AirBnb também rsrsrsrs) e foi a melhor coisa que fizemos, desse jeito conseguimos conhecer muito melhor o lugar, economizar e viver como os conterrâneos.

 

PARA ESCOLHER O MELHOR AIRBNB, VOCÊ PRECISA DESSES 7 SIMPLES PASSOS:

 

1. Selecionar por superhosts e ótimos reviews

  • Parece óbvio e é óbvio, mas isso faz com que você tem uma maior tranquilidade em lidar com uma pessoa que você não conhece e nunca viu. Você escolher um host elogiado por todos você corre menos riscos de se decepcionar ou ter qualquer tipo de estresse, até porque você não vai ter um gerente para reclamar e pedir pra mudar de acomodação.

Screenshot 2016-01-15 14.12.40

 

2. Planejar o tempo da viagem com a maior antecedência possível

  • Assim você conseguirá preço melhores (os valores não são fixos, pode variar um pouco de uma semana pra outra) e mais acomodações disponíveis.
  • Com o tempo definido você saberá na descrição do imóvel se seu host dá algum desconto, pois alguns host dão desconto quando você fica hospedado por 1 semana/mês. Vale a pena ficar ligado nisso.

shutterstock_honeymoon-planning

 

3. Olhar no mapa se o imóvel escolhido fica próximo a estações de ônibus e metrô

  • Localização É TUDO. Se você está escolhendo se hospedar no AirBnb indica que você quer economizar com estadia, não é mesmo???? Então, com certeza você não vai estar planejando alugar um carro ou só usar táxi, vai precisar ter transporte público por perto, sem contar que ficar bem localizado vai te ajudar com todas as suas bagagens (de um lado pra outro e tal)

Captura de Tela 2016-01-15 às 14.41.48

4. Escolher o imóvel pela localidade e não pela qualidade

  • Claro que o imóvel tem que ser confortável, mas quando você está indo visitar um local pela primeira vez, é indicado que você fique numa região mais central possível, para que assim você possa explorar a cidade a pé também e não só pela janela do transporte público. 🙂 🙂 🙂
  • Com boa localidade você vai ficar próximo de supermercados, shoppings, atrações turísticas, bares e restaurantes, parques e vai descobrir a cidade na sua rotina diária.

Captura de Tela 2016-01-15 às 14.53.14

5. Ficar atento a política de cancelamento

  • Quando alugamos um imóvel em Paris não prestamos tanta atenção nisso, e uma semana antes da nossa viagem aconteceu o atentado terrorista (13/11/2015) e precisamos fazer o cancelamento, o host não quis nos devolver 100% do valor cobrado no aluguel por ter uma política de cancelamento bem restrita, mas nesse caso do atentado terrorista entramos em contato com o AirBnb e nos devolveram 100% mesmo o host tendo uma política super rigorosa.
  • Dê preferência para políticas de cancelamento flexíveis ou moderadas

Airbnb-Políticas

 

6. Escolha um local com fotos boas

  • Fotos boas e bem iluminadas mostram um pouco de como será o seu host (além de te dar uma idéia boa do apartamento). Se ele for profissional, ele vai procurar ter fotos boas e atuais do seu imóvel e mostrar todos os cômodos, incluindo quarto e banheiro. Evite surpresas com imóveis com poucas fotos e/ou escuras.

airbnb-a8707ed9_original

 

7. Fique de olho no preço final

  • O valor que aparece no mapa é apenas um referencial para comparação. O preço final inclui taxas de limpeza e a comissão do Airbnb, que variam de acordo com a propriedade. E sem contar que o host pode selecionar descontos que variam com o tempo de estadia. As vezes lugares que tem o mesmo valor diário vão ficar com um valor final bem diferente por conta de todas essas variáveis.

Screenshot 2016-01-15 14.13.08

8. Escolha um lugar seguro #PASSO_BÔNUS

  • Daí você me pergunta, como vou saber se o lugar é seguro se nunca estive lá? Realmente é difícil de imaginar. Mas se você ainda não escolheu o imóvel que vai alugar, ainda tem tempo… Então acalma esse coração e guarda essa dica.
    • Pesquise TUDO com bastante calma
    • Procure no google pelos bairros mais seguros daquela cidade
    • Coloque sua pesquise em línguas diferentes da sua (por exemplo inglês, espanhol, francês, italiano entre outros), em algum lugar do mundo alguém vai ter relatado sobre a segurança da cidade desejada.
    • LEIA OS REVIEWS DO IMÓVEL COM ATENÇÃO, como eu disse acima “Sempre tem alguém que relata sobre a segurança do local”.

Agora faça suas malas e BOA VIAGEM. 🙂 😀

airbnb-business-travel

Então é isso, se você assim como nós gosta de privacidade e conforto, opte pelo AirBnb. Você irá se sentir em casa em qualquer parte do mundo.

E se você já utiliza desse serviço, nos conte sua experiência, vai ser muito legal dividir com você.

Um beijo,

Melo.

London EYE Fail… :-( :’-(

Dando uma parada nos posts sobre nossa estadia no México, vamos fazer uma série de posts mais detalhados sobre Londres e Paris nesse post (clique aqui) fizemos um relato geral. Fomos a muitos museus, palácios, famosas avenidas e parques. E como aqui no México, também ficamos instalados em apartamentos, nos possibilitando viver a rotina como as pessoas daquela área. Estamos adorando fazer isso, esse jeito nos faz conhecer muito melhor o lugar, as pessoas e viver novas experiências.

Não só ficando em hotéis e comendo em restaurantes (claro que também vamos a restaurante, até para comer as comidas típicas e especiais da região, e também quando não estamos afim de cozinhar ;-P ;-P ). Por isso resolvemos compartilhar nossas experiências detalhando um pouco mais sobre cada coisa que vivemos pelas “ZOROPAS”.

E nesse primeiro post escolhi falar sobre a famosa roda gigante de Londres: the London Eye. Se você está planejando ou sonhando em conhecer/fazer um passeio nela, vai começar a repensar em gastar seu rico dinheirinho nessa atração.

FullSizeRender

Eu particularmente estava muito animada (ansiosa é a melhor palavra rsrsrsrs) para fazer esse passeio…

Assim que você chega na London Eye você é encaminhado para um prédio (na frente a direita da roda gigante) para comprar o ingresso. Depois de passar por uma fila, você chega no balcão e eles começam a oferecer pacotes de passeios com descontos, nós escolhemos o passeio da London Eye e do catamarã pelo Rio Thames. Até aí tudo ÓTIMO.

Compramos um ingresso e nos direcionaram para uma sala 4D da coca-cola, antes de chegar na sala lhe obrigam a tirar umas fotos em um painel verde, fizemos as fotos e fomos assistir o “filminho”, de 4D ele não tem muita coisa, mas estávamos lá para nos divertir, foi isso que fizemos… Assistimos, compramos as fotos e fomos para a London Eye…

unnamed (1) unnamed

A fila anda super rápido (e você fica feliz com isso, porque no Brasil as filas andam como lesmas), daí querem que você tire novas fotos (dessa vez dissemos NÃO, eu já estava bem chateada nesse momento), e fomos esperar nossa vez de entrar na cápsula da London Eye…

Quando chegou nossa vez, o rapaz começou a mandar EU entrar na cápsula, sendo que ela não parava para eu entrar, como ele queria que eu entrasse?????, fiquei P@#$% da vida, mas, corremos e pulamos dentro da cabine com mais umas 10 pessoas 😡😡😡 … Até então pensávamos que era um passeio individual e não em grupo com pessoas que você nunca viu na vida…

IMG_1102

Enfim, continuamos o nosso passeio, mas o passeio não começava, e começamos a nos perguntar:”Essa roda gigante vai continuar o passeio todo girando nessa lentidão?”. Isso mesmo pessoal, é tão lenta que você nem sente que está girando, é bem alta mas você nem percebe a altura, porque a cápsula é bem grande e estática, não dá “medinho”, não tem emoção, NÃO TEM GRAÇA NENHUMA. Isso tudo acontece porque ela NUNCA pára de girar e sempre tem MUITA gente entrando e saindo, por isso a lentidão e a corridinha para entrar dentro da cabine.

Daí quando o passeio vai acabando, eles lhe obrigam a tirar uma outra foto, mas dessa vez é pior, você tem que tirar essa foto com todas as pessoas DESCONHECIDAS que estão dentro da cabine com você (pra quê que você vai querer pagar por uma foto com um monte de estranhos na sua viagem tão sonhada para a europa?). Termina o passeio e novamente a London Eye não pára para você descer, se quiser descer tem que pular e correr para não cair, porque ela continua girando eternamente.


IMG_1055

IMG_5503 IMG_5511 IMG_5515

Então, se você tem dó do seu dinheiro, não use-o para esse passeio na London Eye, não vale a pena de jeito nenhum. Mas em outro post vou falar do passeio no catamarã que compramos junto com a roda gigante e que vale muito mais a pena.

Para nós brasileiros que recebemos em real, a london eye é bem cara e não vale o quanto custa. Mas se você tem muita vontade de ir, vá mas já vá sabendo que é tempo e dinheiro jogado no lixo.

Captura de Tela 2016-01-14 às 12.05.52

Essa foi a “promo” que compramos no dia £32,00, mais comprando o passeio do RIVER CRUISE individual é muito mais barato e proveitoso.

Conte-nos a sua experiência, vamos adorar saber como foi a sua visita a London Eye.

Um beijo,

Melo e Mulkey.

Museu Nacional de Antropologia

Se você quer visitar uma cidade para conhecer a história através dos museus e centro histórico, esse lugar é o México. Eles souberam guardar e preservar muito bem a história deles, tem muitos objetos dos povos antigos e o que eles não tem eles recriaram para que além da teoria pudéssemos ver e usar a imaginação. É muito legal. E o Museu Nacional de Antropologia sem dúvida é o lugar para você ficar a par da história como um todo.

O museu fica bem próximo do bosque de chapultepec, mas você precisa de mais de um dia (com calma) para andar por todo o prédio e não deixar faltar nada. O ingresso para entrar no museu até o dia que nós fomos (01/01/2016), era de graça, mas agora custa $MN65 por pessoa, mas aos domingos é livre, como em outros museus também.

Lá você encontrará a história da culturas indígenas do México, dos povos antes dos índios (Maias, Toltecas, Astecas, Olmecas e Oaxaca), da cidade de Teotihuacan, culturas do Norte, Ocidente e Costa do Golfo, povoamento da América entre outros. A maioria das peças são originais (as que não são, estão identificadas) o que torna o passeio muito mais legal e fantasioso. É incrível.

Nossa estada por lá foi encantadora, ficamos muito animados e empolgados com tudo que aprendemos e vimos. Vale muito a pena tirar um dia e meio ou 2 dias para visitá-lo.

FullSizeRender (1) IMG_1268 IMG_1269 IMG_1272 IMG_1274 IMG_1275 IMG_1293 IMG_6282 IMG_6354 IMG_6373 IMG_6388 IMG_6392 IMG_6395 IMG_6419 IMG_6425 IMG_6431

Qualquer dúvida deixe nos comentários que iremos ter o maior prazer em responder.

Um beijo,

Melo.

Pedalinho em Chapultepec

Nosso primeiro dia do ano de 2016 foi um passeio de pedalinho (ok, quase morri, mas que bom que estou aqui para escrever esse post rsrsrsrsrsrsrs). Fomos caminhando até o bosque de Chapultepec mais ou menos 45min de onde estávamos hospedados (porque estamos em outro apartamento enquanto escrevo esse post). Ao chegar no pedalinho, havia uma ENORME fila para comprar o ingresso, mas daí descobrimos que para 1 ou 2 pessoas a fila era outra, BEM MENOR. rsrsrsrs.

Enfim, compramos o ingresso… Mas o dilema maior foi entrar no pedalinho, MEDO. Ok, entramos e daí Rodrigo foi se endireitar no banco, e o pedalinho começou a balançar, íamos quase caindo (rsrsrs exagero), mas tudo ficou bem. Kkkk, fazer o que se tenho medo de transportes marítimos? Depois de todo esse perrengue conseguimos relaxar e curtir o passeio, que por sinal foi maravilhoso, uma experiência muito legal que estamos querendo repetir no próximo final de semana. 🙂 🙂 🙂

IMG_1236 IMG_1249

Para quem tiver afim de saber o passeio para 1 ou 2 pessoas custa $MN50 por 1 hora e se passar de 1h e você não tiver entregue o pedalinho tem umas multas que são a partir de $MN13,00, tem pedalinho para mais pessoas (tipo esses da foto) e tem barco também, dá pra levar todo mundo da família no mesmo passeio rsrsrsrs. Para comprar o ingresso você também precisa deixar um documento de identificação com foto (carteira de identidade ou motorista), daí comprado você recebe o recibo e os coletes salva vidas. Depois disso é só ir em direção ao número que ela lhe disser e curtir o passeio no seu pedalinho.

As últimas dicas são:

  • Não vá no dia que estiver muito quente, porque cansa demais, nesse dia que fomos estava muito, mas muito quente mesmo. Ficamos exaustos.
  • Vá sabendo que você tem que ter força nas pernas pra pedalar, porque o lago é bem grande para o tempo que eles determinam (que é de 1h, como falei acima)
  • Vá com muita paciência no bolso, porque a manivela da direção não é tão prática, então até você pegar o ritmo/manha da mesma você já vai ter perdido uns 15-20min da 1hora que  você pagou na entrada.
  • Tire muitas fotos, é um passeio muito legal pra fazer em família e para casal também. É romântico. É divertido.
  • E cuidado para o seu celular não cair na água 😛 😛

Então é isso, no final tudo dá certo e se você for nos conte sua experiência, vai ser legal compartilhar.

IMG_1251

Um beijo,

Melo.