Pessoas que dançam são mais felizes, mais saudáveis e mais inteligente (diz pesquisa)

Agite esse corpo.

Dançar é bom para você em muitas maneiras. E aqui estão apenas algumas delas.

1. É um treino extremo.

1

Dança recebe o bombeamento do coração! Um estudo descobriu que as pessoas com condições cardíacas que dançavam por apenas 20 minutos, três vezes por semana viu o seu coração melhorar significativamente mais do que aqueles que estão preso a tradicionais exercícios de cardio.

2. As pessoas que cresceram dançando são menos estressadas.

2

Em um estudo sueco envolvendo 112 adolescentes do sexo feminino, os pesquisadores descobriram que os adolescentes que incluíam a dança em suas rotinas semanais viu resultados positivos. Todos os participantes estavam lidando com dores nas costas e pescoço, ansiedade, depressão ou stress.

Metade das meninas estavam envolvidas em aulas de dança a cada semana, enquanto a outra metade não eram. Para as meninas com dança em sua vida, viram melhora em sua saúde mental e também relataram melhora no humor.

“De acordo com estes resultados, apesar dos problemas, como estresse e outros desafios potenciais em ser uma adolescente, dança pode resultar em alta aderência e experiência positiva para os participantes”, disse o principal autor do estudo, Anna Dubert. “Isso pode contribuir para hábitos saudáveis sustentados.”

3. Isso faz você mais feliz.

3

Um estudo da Universidade de Londres descobriu que a dança faz com que o cérebro libere neurotransmissores que elevam o humor dentro de células cerebrais que estimulam o crescimento de novos neurônios e novas conexões celulares, literalmente fazendo mentes mais flexíveis.

Para o estudo, os pesquisadores selecionaram pacientes com transtornos de ansiedade para passar o tempo em quatro configurações terapêuticas: uma classe de dança moderna, uma aula de ginástica, uma aula de música e uma aula de matemática. Somente a classe de dança reduziu significativamente a ansiedade.

Em outro estudo da Universidade de Wolverhampton, os participantes em aulas de dança moderna experimentaram estimular o humor de curto prazo, sugerindo que o sentimento de realização e bem-estar que vem à se expandir e aperfeiçoar os movimentos, pode transitar para outras áreas da vida.

Movimento é crucial para o bom humor. Dançar não é apenas um movimento – que envolve todo o seu corpo, coração e alma. Então, mesmo se você dança mal, dance de qualquer maneira. Faça uma aula, mesmo se você achar que vai ser terrível; ela vai fazer muito para você, e mais.

Um beijo e muito obrigada por me fazer feliz todos os dias. 💕

Vanessa Melo ❤

3 Motivos Pra Você Fazer Algo AGORA e Ficar “Felizinho” – COM DICAS

Sabe aquela coisa que você queria já ter feito há “mó” tempão, mas sua rotina não deixa? Chegou a hora de fazê-la. Garanto que esse não é um texto como aqueles que você já leu umas 100 vezes por aí.

Pode ser qualquer coisa, desde de coisas pequenas há coisas grandes que você sempre acha que não vai conseguir realizar por inúmeros fatores. E eu vou te dar 3 motivos para você levantar essa bunda da cadeira agora e ir fazer…

1. Isso vai te trazer alegria e ânimo

Tem coisa melhor do que nos sentirmos felizinhos. Não, não tem? Afinal, todos nós queremos nos sentir feliz o tempo todo. Mas com a rotina de trabalho, faculdade, casa, esposa/marido e filhos você não se permite ficar felizinho com algo só seu.

DICAS de coisas que podem te deixar felizinho (a): pintar as unhas com cores que você nunca achou que pintaria (prometo que você vai ficar felizinha e vai passar horas admirando aquela cor), fazer uma massagem (estamos em 2016, isso também é coisa pra macho), comprar algo que você já estava querendo há muito tempo, cozinhar algo que você está desejando há séculos, acordar pulando na cama (eu faço isso e amo), entre outros.

alegria

2. A vida/tempo passa MUITO rápido

(isso é muito clichê, Vanessa) Ok, eu sei. Mas o que seria de nós sem esses clichês da vida. Aceita. Então se você conhece esse clichê, por que ainda tá aqui e não foi lá fazer “essa coisa” pra te deixar felizinho??????? Levanta e vai, ou não levanta se o seu desejo é de ficar na cama sugando aquela sua série favorita que você tinha parado de acompanhar por conta da rotina maluca de afazeres que não deixava.

DICAS: Fale com seu/sua amigo (a) que você não fala há anos, comece uma dieta, vá visitar a família, vá conhecer o centro histórico da sua cidade, vá estudar um curso que não tem nada a ver com sua atual profissão, mas que você tem vontade de aprender, vá fazer uma faxina na casa (isso também vai te ajudar a fazer uma faxina dentro de você), planeje uma viagem, curta seu marido/esposa como se nunca mais tivessem se visto, entre tantas outras coisas. 😀

vida passa

3. FAÇA DIREITO E CERTO

Faça com vontade, com dedicação… Não faça de qualquer jeito. Se você realmente quer se sentir felizinho e realizado, você precisa se desligar das outras coisas e curtir esse tempo que você dedicou para fazer essa coisa. 😀 😀 😀

Que seja só 15 minutos da sua lotada agenda, mas que seja 15 minutos de verdade. Saboreie, sinta, respire, canalize todo seu pensamento para esse momento. Se deixe hipnotizar. Dê o seu melhor, assim você vai melhorar sua saúde, seu poder de concentração e diminuir várias coisas da sua lista de tarefas.

Comece fazendo certo… Essas dicas são valiosas!

Organizando gavetas

postura_01

Cozinhando com postura

postura_02

Varrendo da forma correta

postura_03

Movendo móvel de lugar do jeito certo

postura_04

Estendendo roupa de maneira correta

postura_05

SE PERMITA, e depois venha me contar como você está se sentindo FELIZINHO. Vou amar saber.

Um beijo e muito obrigada por me fazer feliz todos os dias. 💕

Vanessa Melo ❤

Fotos: Dog Time, Parade, Viva com beleza, Edizioni Rebis

5 coisas que não se deve dizer para quem tem acne

Muitos comentários são baseadas em equívocos relacionados à higiene ou alimentos

REPUBLICADO DA BBC BRASIL

Muitos comentários são baseadas em equívocos relacionados à higiene ou alimentos “É a primeira coisa que as pessoas notam quando vêem você”, disse à BBC Newsbeat Josh, um jovem que teve acne e a quem chamavam de “cara de pizza” na escola.

“Torna-se algo que define você. ‘Oh, olhe, é Josh, o espinhento!’, me diziam. Fiquei muito introvertido.”

Muitas vezes, os comentários inadequados dificultam a experiência daqueles que sofrem dessa doença de pele, que enche a cara e torso de espinhas e cravos.

A acne ocorre quando os poros da pele ficam obstruídos por gordura e células mortas, ficando colonizados por bactérias que geram inflamação.

Dependendo da gravidade, a acne pode deixar cicatrizes na pele.

Como explica a médica Anjali Mantle, da British Skin Foundation, alguns dos comentários mais comuns são baseados em conceitos equivocados.

A seguir, a especialista aponta algumas das coisas que você nunca deve dizer para quem sofre de acne:

A médica Anjali Manto, da British Skin Foundation, também sofria de acne

A médica Anjali Manto, da British Skin Foundation, também sofria de acne

1. “Por que você não lava o rosto?”

“Acne não tem nada a ver com a higiene pessoal ou quantas vezes você lavar o rosto”, disse Mahto.

“Não aprendemos (na escola) sobre o que causa a acne. Por isso, as pessoas sempre me diziam: ‘obviamente, você não lavar o rosto'”, disse Katy, outra jovem que também tinha a doença.

De acordo com o Instituto Nacional de Artrite e Doenças Osteomusculares e de Pele (NIAMS, por sua sigla em Inglês), a causa exata da acne é desconhecida, mas os médicos acreditam que estes sejam os possíveis gatilhos:

– O aumento hormonal durante a adolescência

– As mudanças hormonais durante a gravidez

– Iniciar ou parar de tomar pílulas anticoncepcionais

– Hereditariedade

– Certos medicamentos

– Maquiagem oleosa

Quando Jordan tinha acne, alguns colegas diziam a ele para beber mais água.

Quando Jordan tinha acne, alguns colegas diziam a ele para beber mais água.

2. “Beba mais água e deixe a comida gordurosa e o chocolate”

“Minha mãe me disse para parar de beber refrigerante, mas eu lhe disse que tinha deixado e ainda tinha espinhas, por isso prefiro continuar a tomar”, disse Katy.

“Como se fosse fácil de se livrar das espinhas, como se eu não tentasse”, queixou-se Jordan, outro jovem que teve acne.

Mas, na realidade, há pouca evidência científica que liga dieta com a acne.

“A ligação entre dieta e acne é controversa. Parecem haver algumas evidências de que dietas ricas em produtos lácteos e açúcares processados poderia agravar a acne”, disse Mahto.

“Mas, na realidade, o que nós discutimos é que a comida não causa nenhum efeito sobre a acne adolescente.”

“Existem muitos mitos sobre as causas da acne. Chocolate e alimentos gordurosos não causam acne para a maioria das pessoas”, diz o NIAMS.

Katy, como muitas outras pessoas com acne, usa maquiagem para cobrir espinhas e marcas na pele

Katy, como muitas outras pessoas com acne, usa maquiagem para cobrir espinhas e marcas na pele

Katy sem maquiagem

Katy sem maquiagem

3. “Pare de usar maquiagem”

“As pessoas pensam que você quer cobrir (as espinhas) por uma questão de vaidade, mas não percebem que você as cobre porque elas te fazem sentir mal consigo mesma”, disse Katy.

“Não éramos autorizados a usar maquiagem na escola, então eu tive que me cobrir com cabelo”, disse a menina.

Para Anjali Mantle, da British Skin Foundation, tudo depende de como se sente cada pessoa e do tipo de maquiagem que ela usa.

“Eu digo aos meus pacientes que, se eles têm vergonha de sua pele, é importante poder cobri-la. Dizer-lhe que eles não podem (usar maquiagem) não ajuda”, disse a médica, que também tinha acne.

“A chave é encontrar a maquiagem certa. Existem certos tipos de maquiagem que provavelmente agravam a acne.”

De acordo com Mahto, o ideal é um “não-comedogênico (anti-acne) que não bloqueie os poros e possa ser adequadamente removido no fim do dia.”

Espremer espinhas pode deixar cicatrizes e manchas na pele

Espremer espinhas pode deixar cicatrizes e manchas na pele

4. “Por que você não espreme as espinhas?”

Espremer ou beliscar espinhas ou esfregar muito a pele pode piorar a acne, alertam especialistas do NIAMS.

O instituto americano também aconselha os que sofrem da doença a “tentar não tocar sua pele e barbear-se com cuidado.”

“É muito ruim espremer as espinhas”, disse Mahto. “Não só porque há um risco de cicatrizes, mas porque você pode causar inflamação profunda dentro da pele e acabar com grandes marcas de varíola.”

“A melhor maneira de evitar cicatrizes é começar o tratamento precocemente”, dizem os especialistas.

5. Não dê conselhos demais

“Se você não entende por que tenho acne, por que você falar sobre a minha pele? Ela não afeta você. Não é algo que você precise para comentar. Ponto final!”, diz Katy.

7

Às vezes é melhor não dizer nada para quem sofre do problema

De acordo Mahto, “há muito pouco a se pode dizer” àqueles que sofrem de acne.

“Muitas vezes aqueles que têm espinhas, mesmo quando a pele fica melhor, quando olham no espelho e vêem apenas as espinhas”.

“Você sabe que tem uma grande espinha em seu rosto, não precisa de ninguém para lembrar-lhe disso. Os comentários impróprios causam mais isolamento social porque não você não quer que ninguém te olhe e comente”, acrescenta a médica.

Mas, de acordo com Mahto, “as pessoas não precisam sofrer em silêncio.”

“Há muitos bons tratamentos. E é importante abordar também o impacto psicológico.”

ACHEI MUITO BACANA ESSA MATÉRIA E REPUBLIQUEI DA BBC BRASIL

UM BEIJO,

VANESSA MELO ❤

fonte: BBC BRASIL

Mulheres Precisam Dormir Mais Que os Homens, diz a Ciência

Ouviu isso, gente?

Casais, por vezes, vão lutar por quem dorme mais. E de acordo com um estudo, é a sua mulher que deveria dormir até um pouco mais tarde, não você. O estudo examinou 210 homens e mulheres de meia idade, e descobriram que as mulheres sofreram maiores problemas de saúde por falta de sono do que os homens .

“Descobrimos que para as mulheres, sono de má qualidade está fortemente associado ao alto nível de estresse psicológico e aumento dos sentimentos de hostilidade, depressão e raiva. Em contraste esses sentimentos não foram associados com o mesmo nível de distúrbios do sono nos homens”.

“Uma das principais funções do sono é permitir que o cérebro se recupere e se repare,” diz o professor Jim Horne, diretor do Centro de Pesquisa do Sono da Universidade de Loughborough e autor de Sleepfaring: A Journey Through The Science of Sleep. “Durante o sono profundo, o córtex – a parte do cérebro responsável pela memória, linguagem e assim por diante – desengata a partir dos sentidos e entra em modo de recuperação.”

Ele continua: “Quanto mais você usa do cérebro durante o dia, mais tempo você precisa para se recuperar e, consequentemente, mais sono você precisa. As mulheres tendem a ser multi-tarefa … e assim, eles usam mais de seu cérebro do que os homens. Por isso, a sua necessidade de sono é maior.”

Mas por que as mulheres precisam de mais sono do que os homens?

“Isto é porque os cérebros das mulheres são ligados de forma diferente dos homens e são mais complexos, porém sua necessidade de sono será um pouco maior. A média é de 20 minutos mais, mas algumas mulheres podem precisar de um pouco mais ou menos do que isso.”

Assim, em cada sentido, sim, os cérebros das mulheres são mais complexos, e precisam de mais tempo para relaxar e se recuperar durante a noite.

Em outras palavras: Deixe-a dormir, cavalheiro. É importante.

UM BEIJO E UM ÓTIMO FINAL DE SEMANA,

POR VANESSA MELO ❤

Carne Artificial – Google Burger

Também conhecida como carne in vitro ou carne de laboratório. O sabor é o mesmo da carne, mas tem uma diferença primordial: não vêm diretamente de um animal vivo.

Cientistas dizem que será possível produzir em escala comercial dentro dos próximos 5 anos.

A técnica consiste em extrair células-tronco de bovinos e replicar o desenvolvimento dos tecidos musculares em laboratório, através da eletro-estimulação.

O projeto promete:

  • Diminuir o impacto ecológico da pecuária, responsável pela emissão de 15% dos poluentes que causam o aquecimento global, segundo estudos recentes.
  • Diminuir os riscos de saúde, com a produção de fibras “limpas” e sem hormônios.

O projeto é financiado pelo Sergey Brin, um dos fundadores do Google e por isso, recebeu o apelido de “Google Burger“.

Assista ao vídeo onde Sergey Brin explica porque ele financiou o primeiro hambúrguer de carne cultivada em laboratório do mundo. CLIQUE AQUI NA IMAGEM ABAIXO PARA ASSISTIR O VÍDEO.

Google-burger-Sergey-Brin-

Clique nessa imagem para assistir o vídeo

Até o momento, não conseguiram produzir em escala comercial. Muitos biologistas alegam que esta tecnologia está pronta para uso comercial e simplesmente precisa de uma companhia pra apoiar isso.

Segundo estes, a produção de carne criada em laboratório poderia até mesmo ser mais barata que a carne comum, considerando que na carne tradicional, os custos incluem o crescimento do animal e a proteção ambiental (significando que há POUCOS pontos negativos associados à carne in vitro).

Os grupos defensores dos animais são a favor da carne cultivada, pois ela não possui um sistema nervoso, e por isso não pode sentir dor.

Google Burger

Google Burger

Em fevereiro de 2012 Mark Post, pesquisador da Maastricht University, afirmou que apresentaria o primeiro hambúrguer de laboratório em agosto de 2012. Houve desavença entre grupos concorrentes durante uma apresentação conjunta na reunião da AAAS (Associação Americana para o Progresso da Ciência).

A afirmação deu margem para que Patrick Brown, da Faculdade de Medicina da Universidade Stanford, criticasse o outro cientista. Brown afirmou que seu grupo trabalhava com um método mais eficiente e barato, e que já havia inclusive experimentado a carne cultivada.

O objetivo da carne de laboratório não é atingir o público vegetariano, mas sim os “adoradores de carne“. Eles procuram criar uma alternativa com bom preço, sabor agradável e valor nutricional compatível com o da carne natural. Tanto Brown quanto Post classificaram a criação de animais para a produção de carne como obsoleta e inimiga do ambiente. Um quinto das emissões globais de gases com efeito estufa está ligado à prática, que também consome muita água.

Assista ao vídeo onde Patrick Brown explica em detalhes essa produção:

E você, toparia experimentar a carne artificial?

Por Rodrigo Mulkey